Graduação

A graduação de um praticante de arte marcial se dá através de questões muito mais sutis do que simplesmente pelo uso de determinada vestimenta ou aparato material. Transita pelo compromisso assumido com o seu treinamento, pelo respeito aos colegas de treino e ao seu Mestre, pelas boas maneiras e condutas sociais em todos os locais onde ele esteja inserido, seja em casa, na escola, no trabalho, no trânsito ou qualquer outro local, no convívio com sua família e em sociedade, bem como pelo domínio das técnicas e o seu controle em utilizá-las de forma coerente.

Socialmente, a evolução da arte é determinada por graduações em fases, que dentro do nosso estilo são divididas em graduações por faixas. Ao termino de cada fase o aluno realiza um exame, que se aprovado, passa para a próxima graduação. A graduação é INDIVIDUAL, portanto não requer um grupo sempre fixo em aula.

É necessário que o aluno cumpra alguns requisitos para a realização do exame:

  • Que permaneça o mínimo de tempo exigido em cada fase, em treino, ou seja, que não tenha muitas faltas no período, para melhor estudo e aprofundamento das técnicas;

  • Que memorize todas as técnicas ensinadas, solicitando esclarecimento para que não tenha dúvidas quanto a aplicação das mesmas;

  • Que demonstre controle das técnicas aprendidas, respeitando os colegas e zelando pelo bem estar físico de todos, entendendo que o colega de treino é uma ferramenta importante no seu avanço dentro da arte;

  • Que não falte com seus compromissos administrativos (mensalidades) dentro da escola.

Cabe aos instrutores acompanharem o desenvolvimento dos alunos e cumprimento dos itens acima, porém, é fator determinante o posicionamento do Mestre quanto a permissão e a aplicação dos exames técnicos.

Graduação